STAT BLOG

Sim! A STAT tem um blog onde falamos sobre tudo o que nos motiva a fazer o que fazemos, mas cada vez melhor. Desde life-skills à educação infantil, os posts são leituras de 2 a 5 minutos que nos farão certamente pensar...

Search

5 razões para começar a treinar Artes Marciais depois dos 40

Updated: Feb 21


Depois dos 40, quando se pensa em fazer desporto, as artes marciais não são, definitivamente, a primeira escolha que vem à cabeça.


Quando se pensa em artes marciais, pensa-se numa disciplina rigorosa, tradicional e muito exigente a la Mr Myagui ou, então, pensa-se num treino fisicamente impossível ao melhor estilo Rocky Balboa onde o principal resultado só pode ser uma catástrofe física qualquer.


Qualquer um destes dois modelos é pouco ou nada convidativo para quem precisa de estar focado no seu trabalho após o treino, para quem ainda tem de ir para casa cuidar das crianças ou, simplesmente, para quem quer que o treino seja um complemento para a sua vida e não um fim em si.


Acima de tudo, aquela visão das artes não se adequa aos tempos de correm e às exigências do dia-a-dia.


Felizmente, as artes marciais também evoluíram e já existem algumas academias que oferecem o melhor dos vários mundos. Oferecem o que há de melhor nas artes marciais em conjunto com as metodologias de ensino mais recentes e com um foco adequado à vida de hoje.


É com este modelo em vista que vos damos várias razões para começar a treinar artes marciais depois dos 40:


  1. Condicionamento Físico

As artes marciais são um treino funcional por excelência. O que é que isto significa? significa que que as artes marciais utilizam o corpo de forma integrada em vez de o utilizar como se cada parte fosse uma componente isolada do resto. Imagine estar a treinar um pontapé num saco: só este simples movimento, vai utilizar as duas pernas, o core, o controlo do tronco e vai desenvolver uma atitude de cinto preto!


Aliada a esta componente funcional, um bom treino de artes marciais vai desafiar a sua estamina! Com todo o corpo a funcionar ao mesmo tempo, adiciona-se o número de repetições e uma alta intensidade, juntamente com Instrutores motivadores e encontra o treino perfeito para ficar em forma!





2. Mobilidade e Agilidade


Por vezes, pensa-se que é preciso ser-se capaz de fazer a espargata como o Van Damme para se começar a treinar artes marciais mas não é verdade! A verdade é que as artes marciais ajudam na mobilidade, no equilíbrio e na agilidade do nosso corpo porque o treina de forma integrada e de forma gradual.


Cada um tem o seu ritmo e os Instrutores sabem como adaptar os exercícios às necessidades de cada um. Aquilo que pode parecer um entrave é, na verdade, uma fonte de motivação pois pode começar a dar um pontapé à altura das virilhas (acredite que é o que precisa de saber para ser eficaz!) e ir vendo o seu pontapé subir de altura com o tempo e com a sua dedicação.


Ao fim de um tempo, o seu corpo vai ficar mais móvel, ágil e pronto para lidar com os desafios do dia-a-dia.


3. Sensação de Segurança Pessoal


Sejamos francos, toda a gente gosta de se sentir seguro e de saber que tem as ferramentas para lidar com uma situação pouco desejável. Nisto, as artes marciais são únicas!


O objetivo não é tornar os alunos no Bruce Willis no "Assalto ao Arranha Céus" - bem, até pode ser - mas é o de dar as ferramentas necessárias para que se sintam mais seguros e capazes de se defenderem se isso for preciso.


Mas isto não se aplica só à "defesa pessoal".